Notícias

Cuidados com a pele

1. Quando é preciso se preocupar com o envelhecimento da pele?

 

A ruga se forma nas camadas mais profundas da pele muito antes de aparecer no rosto e fica visível com o passar dos anos. Quanto mais cedo começarem os cuidados, melhor será a conservação do bom estado das células e o envelhecimento será retardado. Mas é preciso fazer uma avaliação completa e usar produtos específicos para cada faixa etária.

 

2. Quais são os cuidados fundamentais para prevenir os sinais do tempo? 

 

O uso do fotoprotetor deve se tornar um hábito desde criança. É essencial o uso diário do filtro no rosto e no dorso das mãos. Peles claras, principalmente, devem usar diariamente FPS 20 a 30. Outra dica é investir em fórmulas com antioxidantes e vitaminas.

3. Em que faixa etária o cuidado passa da prevenção para a correção?

 

Entre os 35 e 40 anos, os sinais começam a ficar evidentes, principalmente ao redor de olhos e lábios. É nessa faixa etária que devem se iniciar os cuidados de reparação dos danos. O segredo é escolher formulações com ingredientes que estimulem a produção de colágeno, como vitaminas C, retinol, peptídeos e alguns ácidos, além do uso diário de filtro solar. Esses cuidados amenizarão as marcas já existentes e evitarão o aparecimento de novas.

4. Cremes noturnos funcionam?

 

É importante dar uma atenção especial à pele no período da noite. Lavar e tonificar são os primeiros passos para retirar as impurezas. Em seguida, vem o antissinais noturno, de acordo com a necessidade. Esse tipo de creme deve ser composto de ingredientes que retêm a água, estimulam a regeneração celular e recuperam o volume e a densidade. É durante a noite que acontece a regeneração celular e o metabolismo das células está a mil, assim o organismo aproveita melhor o que é aplicado na pele.

 

5. Quanto mais creme aplicado, melhor o resultado?

 

A diferença está na concentração dos princípios ativos e não na quantidade de produto aplicada. Além disso, altas doses podem obstruir os poros e causar a acne. Deve-se usar o bom senso, também, no número de produtos que se aplica no rosto. Um bom creme, aplicado sobre a pele devidamente limpa, pode dar um resultado muito melhor que um arsenal de produtos.

 

6. Pode-se para usar o creme diurno à noite, ou vice-versa?

 

Se o cosmético não tem recomendações do tipo dia ou noite ou com FPS, não há problema. Caso contrário, é melhor optar por produtos específicos. Produtos clareadores, por exemplo, possuem uma composição com substâncias fotossensibilizantes, que podem causar irritações se aplicados durante o dia. Os cremes noturnos têm outro agravante que compromete o uso durante o dia: por não conter FPS, é preciso reforçar a proteção com um produto específico.

7. Existe um modo ideal de aplicação?

 

A aplicação ideal é com movimentos circulares, começando pelo alto da testa e pela parte central do rosto e indo em direção às laterais. Deve-se massagear a pele, com uma leve fricção, para que haja a melhor absorção do produto. Além disso, a vasodilatação causada pelo contato dos dedos com a pele tem uma ação drenante, o que diminui os inchaços no rosto.

8. Um creme anti-idade pode competir com os procedimentos dermatológicos?

 

Não, pois um complementa a ação do outro. As injeções de toxina butolínica e ácido hialurônico, por exemplo, conseguem reverter temporariamente alguns problemas de envelhecimento e flacidez. Porém, somente os cremes têm influência na qualidade da pele e na manutenção dos resultados.

 

9. O que a Essência di Fiori indica para cada faixa etária?

 

Dos 20 aos 30 anos, o ideal é se prevenir com hidratantes à base de vitaminas, extratos de frutas e plantas e antioxidantes (como vitamina E e polifenóis). O gel creme Erva-mate é uma excelente indicação, pois hidrata controlando a oleosidade e é enriquecido com extrato de erva-mate(muito rico em polifenóis), D-pantenol, vitamina B5, extrato de juá e silicones que disfarçam imperfeições da pele – perfeito para peles que saíram da adolescência e que carregam algumas marcas de acne.

 

Dos 30 aos 40 anos, além de vitaminas e polifenóis, o ideal é que as formulações tenham ativos mais específicos para iniciar o combate ao envelhecimento, como peptídeos e ácido hialurônico. O creme hidratante facial Uva é altamente indicado para essa faixa etária, pois combina a ação dos polifenóis da uva com ácido hialurônico que agem na prevenção e tratamento de peles em que as marcas de expressão começam a ficar evidentes.

 

Dos 40 aos 50, é necessário, principalmente, iniciar o resgate da firmeza e o combate às manchas. Para isso é importante o uso de antioxidantes mais potentes e ativos despigmentantes e revitalizantes. O creme de tratamento noturno intensivo Polifenóis da Erva-mate e Vitamina C, age em peles cansadas, estimulando a produção de colágeno e recuperando a vitalidade. A vitamina C possui ação clareadora, protetora do DNA e regeneradora. Os polifenóis da erva-mate previnem a formação de radicais livres, agindo contra o envelhecimento. Este creme também possui óleo de macadâmia que hidrata e potencializa a ação dos outros ativos.

 

Dos 50 anos em diante, o maior desafio é manter a densidade da pele. Pode-se investir nos mesmos ativos da faixa dos 40 anos, acrescidos de extrato de soja e ácidos graxos essenciais. O creme nutritivo Champagne complementa um bom tratamento para a pele desta faixa etária. Tem como base a vitamina E o óleo de semente de uva, que é muito rico em ácidos graxos e compostos antioxidantes, que agem protegendo a pele, melhorando a elasticidade e prevenindo o surgimento de mais linhas de expressão.

 

Independente do tratamento utilizado, aconselha-se o uso de protetor solar durante o dia, uma vez que o sol é um dos principais agentes de envelhecimento da pele.

Voltar